23 de set de 2010

Frases antológicas: Kevin Arnold

Mais um personagem de ficção no frases antológicas. Dessa vez Kevin Arnold, um estudante americano típico freqüentando a escola secundária no final dos anos 60 e início dos anos 70.

Interpretado por Fred Savage, Kevin era o protagonista da série americana Anos incríveis (The Wonder Years) criada por Carol Black e Neal Marlens.

Anos incríveis apresentou as questões sociais e os eventos históricos do final dos anos 60 e início dos anos 70 através dos olhos do protagonista Kevin Arnold, que também vive os assuntos da adolescência, problemas familiares e outros. Enquanto se passam as histórias, os acontecimentos são narrados por um Kevin mais velho e experiente, que descreve o que acontece e conta o que aprendeu de suas experiências.

Frases:

"Aprendi ali que muitas vezes temos que crescer separados, para continuar crescendo junto."

"Por toda a nossa vida, procuramos por alguém pra amar. Alguém que nos complete. Nós escolhemos companhias e mudamos de companhias, dançamos músicas que falam de corações partidos e de esperança perdidas e por todo o tempo pensando se, em algum lugar, de alguma forma, existe alguém perfeito... que esteja a nossa procura..."

"Acho que meu irmão nunca perdoou uma coisa que eu fiz muito cedo na vida... Nascer.

"Quando se é adolescente, a primeira espinha tem 4 fases: raiva, negação, culpa e depressão."

"... É fácil assumir uma posição a respeito de alguma coisa quando não há risco nenhum. É fácil dar esmola pra um pobre se você guarda o resto do dinheiro pra você. É fácil tomar posição contra a guerra, desde que ninguém peça que você se sacrifique..."

"Algumas pessoas vêem as coisas como elas são, e perguntam o por que. Eu vejo as coisas como elas poderiam ser, e pergunto: porque não?"

"Algumas pessoas passam por sua vida e você nunca mais pensa nelas. De outras, você se lembra e talvez imagine o q pode ter acontecido com elas. Outra você imagina se pensam no que aconteceu a você. E há aquelas q você não gostaria nunca mais de lembrar, mas se lembra."

"Infelizmente na adolescência você é o que os outros dizem que você é..."

"Existia uma menina que morava na minha rua. Olhos castanhos, cabelos castanhos... quando ela sorria, eu sorria, quando ela chorava, eu chorava... tudo que acontecia com ela, de alguma forma, tinha a ver comigo."

"A gente tem q faz escolhas na vida e tentar ser feliz com elas."

"Quando somos crianças, somos um pouco de cada coisa. Artista, cientista, atleta, erudito. Às vezes parece que crescer é desistir destas coisas, uma a uma. Todos nos arrependemos por coisas das quais desistimos. Algo de que sentimos falta. De que desistimos por sermos muito preguiçosos, ou por não conseguirmos nos sobressair, ou por termos medo."

Um comentário:

Alan disse...

Vi minha adolescência passando diante dos meus olhos agora..

Related Posts with Thumbnails