29 de fev de 2012

Supergrupos - #5 - Traveling Wilburys

Uma ação entre amigos. Assim podemos definir o "Traveling Wilburys", grupo formado em 1988 por George Harrison, Bob Dylan, Tom Petty, Roy Orbison e Jeff Lynne (ex-Electric Light Orchestra). Uma reunião de nomes tão interessantes só poderia resultar em um trabalho de grande qualidade. Foram 2 álbuns gravados, sendo o segundo já sem Orbison, falecido.

Supergrupos - #4 - The Highwaymen

Já vimos supergrupos de rock, outro ancorado no blues. Agora conheceremos o "The Highwaymen", um supergrupo baseado no country/folk. Formado por Johnny Cash, Waylon Jennings, Willie Nelson e Kris Kristofferson, o grupo gravou 3 álbuns, fez vários shows e deixou claro que essa história de supergrupo funciona bem em qualquer estilo.

Supergrupos - #3 - The Dirty Mac

Em 1968, os Rolling Stones realizaram um evento chamado "The Rolling Stones Rock and Roll Circus". Tratava-se de um show com formato circense e várias atrações musicais, dentre as quais estavam The Who, Jethro Tull e os próprios Stones. Mas pode-se dizer que uma banda chamou mais a atenção. Era o "The Dirty Mac", formado unicamente para este show e que contava com John Lennon, Eric Clapton, Keith Richards e Mitch Mitchell, incrível baterista do The Jimi Hendrix Experience. Para a sorte de todos que não puderam presenciar tal encontro histórico, o show foi devidamente registrado em áudio e vídeo, sendo comercializado anos mais tarde.

Supergrupos - #2 - The Super Super Blues Band

Imagine reunir em uma mesma banda Bo Diddley, Muddy Waters e Howlin' Wolf. Foi o que aconteceu no ano de 1967, através da "The Super Super Blues Band". O trio gravou dois álbuns que eternizaram a colaboração destes grandes nomes.

Supergrupos - #1 - Million Dollar Quartet

No ano de 1956, alguns artistas da gravadora Sum Records se reuniram para uma jam que acabou registrada. Devido à fama dos nomes envolvidos, o grupo ficou conhecido como Million Dollar Quartet. Afinal, fizeram parte da histórica jam ninguém menos que Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Carl Perkins e Johnny Cash. O audio registrado foi lançado anos mais tarde como um vinil. O grupo, sem a presença de Elvis, já falecido, se reuniu na década de 80 para algumas apresentações.

Os supergrupos da música

Alguns de você já deve ter ouvido a expressão "supergrupo" para designar uma formação de banda. Geralmente, são grupos formados por músicos de renome em carreiras solo ou outras bandas e que se reúnem para um projeto paralelo, uma nova alternativa de carreira, um show específico ou mesmo uma jam.

Vários são os exemplos de supergrupos. Em 1990, Chris Cornell e Matt Cameron do Soundgarden se uniram a Stone Gossard, Jeff Ament, Mike McCready e Eddie Vedder para formarem o Temple of the Dog, uma espécie de tributo a Andrew Wood, vocalista da banda Mother Love Bone, da qual alguns fizeram parte. Curioso é que esse é o caso de um supergrupo pregresso, já que o Pearl Jam só lançaria seu primeiro disco 1 ano depois.

Uma década se passou e eis que novamente Chris Cornell resolve se aliar a novos músicos e formar uma banda. Os escolhidos foram Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk, remanescentes do Rage Against the Machine que se desmantelou após a saída de seu vocalista Zack de La Rocha.

Em 2002 foi a vez de Scott Weiland, ex-Stone Temple Pilots, se unir a Slash, Duff McKagan e Matt Sorum, todos ex-Guns N' Roses, além de Dave Kushner ex-Electric Love Hogs, para formarem o Velvet Revolver.

2008 trouxe consigo o Chickenfoot, formado por Sammy Hagar, Joe Satriani Michael Anthony, do Van Halen, e Chad Smith, do Red Hot Chili Peppers.

Um ano mais tarde, Dave Grohl, ex-Nirvana e atual Foo Fighters, juntou-se à John Paul Jones, ex-Led Zeppelin e Josh Homme, do Queens of the Stone Age, no supergrupo denominado Them Crooked Vultures.

O último desses chamados supergrupos surgiu em 2011. Com o nome de SuperHeavy, reuniu Mick Jagger, dos Rolling Stones, Joss Stone, A. R. Rahman, Damian Marley e Dave Stewart ex-Eurythmics.

Considero a iniciativa sempre bem vinda. Reunir bons nomes quase sempre resulta em algo de qualidade. Existem outros vários exemplos, como Crosby, Still, Nash e Young ou ainda Emerson, Lake and Palmer. Alguns considero realmente especiais, e por isso dedicarei os próximos posts a cada um deles, com uma breve descrição e um áudio, o mais importante!

Sintam-se à vontade para mencionar outros supergrupos nos comentários e assim compartilhar com os demais!

26 de fev de 2012

23 de fev de 2012

A evolução do estilo

A famosa linha de cosméticos Garnier criou 2 comerciais para a linha Fructis baseados no conceito de estilo. E seguindo essa proposta surgiram dois vídeos interessantes. O primeiro para a evolução do estilo masculino e o segundo para a evolução do estilo feminino.



A Linha - Sexy

História de um amor verdadeiro

Ai se sêsse!

18 de fev de 2012

Marquês de Sapucaí

Em tempos de carnaval, muito se fala da famosa Marquês de Sapucaí, avenida-palco do carnaval das escolas de samba do Rio de Janeiro. Mas pouco se fala sobre o nome que batiza a avenida e é tão repetido.

Cândido José de Araújo Viana, primeiro e único visconde com grandeza e marquês de Sapucaí, nascido em Nova Lima (MG), foi um juiz de fora, desembargador e político brasileiro.

Foi ministro da fazenda e ministro da justiça, conselheiro de estado, deputado geral, presidente de província e senador de 1840 a 1875, eleito pela província de Minas Gerais. Ocupou a presidência do senado de 1851 a 1853.

Bacharel em direito, foi deputado constituinte em 1823 e deputado geral representando Minas Gerais por três mandatos. Ocupou as presidências das províncias de Alagoas e do Maranhão. Foi ainda procurador da coroa, fiscal do tesouro e ministro do Supremo Tribunal de Justiça, ministro da fazenda e nomeado membro extraordinário do Conselho de Estado a partir da data de sua criação.

Em 1839, foi nomeado mestre de literatura e ciências positivas de D. Pedro II; posteriormente, também cuidou da educação da Princesa Isabel. Como Ministro do Império no segundo Gabinete conservador (1841-1843), referendou a lei que dava aos senadores o solene tratamento de "Sua Excelência".

Condecorado como dignitário da Imperial Ordem de Cristo e da Rosa, além de grã-cruz da Ordem da Torre e Espada e da Legião de Honra. Recebeu do imperador o título de visconde em 1854 e de marquês em 1872. Era do Conselho de Sua Majestade, Gentil-Homem da Imperial Câmara e Fidalgo Cavaleiro da Casa Imperial.


Em relação à etimologia da palavra Sapucaí, o termo oriundo do tupi que significa "água da sapucaia", através da junção dos termos ïasapuka'i ("sapucaia") e 'y ("água").

Ah, e para aqueles que não são do Rio ou apenas conhecem o carnaval de lá pela tv, é comum uma ligeira confusão. Marquês de Sapucaí é o nome da avenida onde se localiza o Sambódromo. O mesmo na verdade se chama Passarela Professor Darcy Ribeiro.

17 de fev de 2012

Viva a re(s)olução!

O leão da Metro. Ou seriam leões?

Sempre achei que o famoso leão da Metro, aquele que aparece no início de alguns filmes, fosse só um. E sempre me perguntei como eles fizeram aquilo. Bem, a imagem a seguir responde um pouco das duas questões.

(Clique na imagem para ampliar)
Related Posts with Thumbnails