14 de jun de 2010

Disco da semana - Wolfmother

"Wolfmother" (2005) - Wolfmother

Faixas:

1."Dimension"
2."White Unicorn"
3."Woman"
4."Where Eagles Have Been"
5."Apple Tree"
6."Joker & the Thief"
7."Colossal"
8."Mind's Eye"
9."Pyramid"
10."Witchcraft"
11."Tales From The Forest Of Gnomes"
12."Love Train"
13."Vagabond"



Em 2005 a banda australiana Wolfmother, então formada por Andrew Stockdale (guitarra e vocal), Chris Ross (baixo, teclados, órgão e sintetizador) e Myles Heskett (bateria e percussão), lançou o disco homônimo "Wolfmother". Foi a apresentação da banda para além das paragens australianas.

O álbum começa com um grito de Stockdale para logo em seguida iniciarem os acordes de guitarra. É "Dimension", belo cartão de apresentação do trabalho que virá na sequência.

"White Unicorn" tem menos peso que sua antecessora mas nem por isso pode ser chamada de leve. Chegando a terceira faixa, a ótima "Woman", consegue-se perceber o quanto os vocais de Stockdale remetem a Ozzy Osbourne (pode parecer blasfêmia para muitos, mas é só ouvir para constatar).

O álbum segue com "Where Eagles Have Been" e "Apple Tree" até chegar naquela que considero a melhor composição do disco: "Joker & The Thief". A música em questão desdobra a história contada por Bob Dylan em "All Along the Watchtower", décadas antes. Os riffs são contagiantes e de fácil memorização. Daqueles que ficam na cabeça por muito tempo.

"Colossal" chama a atenção pela mudança de andamento se comparada com as demais canções. Daí pra frente o álbum perde um pouco o fôlego. Talvez teria sido melhor encurtá-lo em duas ou três canções. De qualquer forma podemos dizer que o "lado A", já vale a audição.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails