29 de mai de 2010

Os mascotes das Copas

A Copa do Mundo - África do Sul 2010 - se aproxima e cada vez mais um simpático personagem ganha a mídia. É Zakumi, um leopardo com o cabelo verde escolhido como mascote oficial para a Copa. Você sabe o que significa Zakumi? O código "ZA" representa a África do Sul ("Zuid-Afrika" em holandês) e "Kumi" significa dez (ano da Copa do mundo) em várias línguas africanas.

Mas mascote não é exclusividade desta Copa. Na verdade a primeira mascote de Copa do Mundo foi o leão Willie da Copa do Mundo da Inglaterra em 1966.

Os anos 1970 foram marcados pela humanização das mascotes nas Copas do Mundo. No México em 1970 a mascote escolhida foi Juanito, um menino com um sombreiro e uma bola. Em 1974 as mascotes foram a dupla Tip e Tap, dois meninos com o uniforme da seleção da Alemanha Ocidental. Em 1978, Gauchito foi o escolhido para a Copa da Argentina. Novamente um menino com a camisa da seleção local e características regionais.

Os anos 1980 mudaram a concepção de mascotes. Na Espanha, em 1982, Naranjito foi a primeira fruta como mascote em Copas do Mundo. A laranja com a camisa da seleção espanhola fez muito sucesso por ser simples. O estranho Pique foi a mascote escolhida para a Copa do México de 1986. Pique era uma pimenta com bigode vestida com as cores da seleção local e um típico sombreiro mexicano.

Em 1990 tentaram criar uma mascote diferente para a Copa da Itália. Ciao é um boneco tricolor simulando um jogador de futebol. Além das bandeiras da Itália por todo o seu corpo, Ciao tinha uma bola de futebol na cabeça.

O cão Striker foi escolhido como mascote para a Copa de 1994 dos Estados Unidos. Striker vestia-se com as cores da bandeira dos EUA. Em 1998 os franceses optaram pelo galo Footix. O galo é o símbolo do país e Footix era um Galo azul, cor da camisa da seleção francesa.

A Copa da Coreia e Japão em 2002 teve os estranhos Ato, Nik e Kaz. A mascote da Copa de 2006 é o leão Goleo VI. Um leão de 2 metros e 30 centímetros de altura que veste a camisa 06 da Alemanha em referência ao ano da Copa e tem a companhia de Pille, uma bola falante. Ao contrário dos outras mascotes Goleo VI não é um desenho.

Um comentário:

Marcos R. B. Lima disse...

Infelizmente, as Copas não produziram mascotes tão marcantes quanto as Olimpíadas. Talvez os mais bem sucedidos tenham sido o Naranjito, Stryker e Footix porque representam, sem muita piração, o ideal local para a Copa do Mundo. O leopardo Kazumi não é ruim, mas não vejo nele o mesmo apelo destes que considero bons - mas que ainda ficam muito atrás de um Misha (Moscou, 1980)ou de um Cobi (Barcelona, 1992).

Related Posts with Thumbnails