27 de mai de 2010

Frases antológicas - Eça de Queirós

José Maria de Eça de Queirós é um dos mais importantes escritores portugueses. Foi autor, entre outros romances de importância reconhecida, de "Os Maias" e "O crime do Padre Amaro"; este último é considerado por muitos o melhor romance realista português do século XIX.

Frases:

"A arte oferece-nos a única possibilidade de realizar o mais legítimo desejo da vida - que é não ser apagada de todo pela morte"

"A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação"

"A curiosidade leva por um lado a escutar às portas e por outro a descobrir a América"

"A felicidade no amor dá tudo, até as boas cores"

"A imprensa é composta de duas ordens de periódicos: os noticiosos e os políticos."

"A todo viver corresponde um sofrer."

"Ah nunca homem deste século batalhou mais esforçadamente contra a seca de viver."

"Na arte têm importância os que criam almas, e não os que reproduzem costumes."

"Nada há de mais ruidoso - e que mais vivamente se saracoteie com um brilho de lantejoulas - do que a política"

"Nas nossas democracias a ânsia da maioria dos mortais é alcançar em sete linhas o louvor do jornal. Para se conquistarem essas sete linhas benditas, os homens praticam todas as acções - mesmo as boas"

"Não haveria o direito de vencer, se não houvesse o direito de perdoar."

"O apreço exterior pela arte é a sobrecasaca da inteligência."

"O jornal exerce hoje todas as funções do defunto Satanás, de quem herdou a ambigüidade. E é não só o pai da mentira, mas o pai da discórdia."

"O riso é a mais útil forma da crítica, porque é a mais acessível à multidão. O riso dirige-se não ao letrado e ao filósofo, mas à massa, ao imenso público anónimo"

"O riso é uma filosofia. Muitas vezes o riso é uma salvação. E em política constitucional, pelo menos, o riso é uma opinião."

"Os políticos têm todos a mesma política."

"Os sentimentos mais genuinamente humanos logo se desumanizam na cidade"

"Para aparecerem no jornal, há assassinos que assassinam"

"Para ensinar há uma formalidade a cumprir: saber."

"Pensar e fumar são duas operações idênticas que consistem em atirar pequenas nuvens ao vento"

"Portugal é um país muito bonito, o problema é os Portugueses."

"Poupe-se ao boi a vista ao malho."

"Que mérito há em amar os que nos amam?"

"Quem sem descanso apregoa a sua virtude, a si próprio se sugestiona virtuosamente e acaba por ser às vezes virtuoso"

"Se a tua dor te aflige, faz dela um poema."

"Um homem de letras, que não escreve as suas memórias, tem realmente direito a que outros lhas não escrevam

"No fundo, nós somos todos fadistas: do que gostamos é de vinhaça e viola e bordoada, e viva lá sô compadre"

"É o comer que faz a fome"

"É o coração que faz o caráter."

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails