16 de mar de 2010

Impressões de Guns N´Roses e A-ha em Belo Horizonte

Nos últimos dias Belo Horizonte recebeu duas bandas de peso, Guns N´Roses e A-ha. Tive oportunidade de assistir aos 2 shows e agora trago um pouco das minhas impressões. O primeiro deles, os Guns N´Roses, aconteceu na quarta-feira e levou milhares de pessoas ao ginásio do mineirinho para conferir a turnê do álbum Chinese Democracy. A abertura ficou por conta de Sebastian Bach (ex Skid Row) que foi excelente. O artista conseguiu, através de seu carisma, levantar uma plateia ávida pela apresentação de Axl e sua trupe. A todo momento Sebastian fazia declarações em português, corria pelo palco, pegava os presentes jogados pelo público. Tinha energia e simpatia de sobra. Um dos pontos altos da apresentação foi o momento em que o vocalista surge com uma camisa do Brasil com a palavra "Tião" escrita com caneta vermelha - uma bem humorada referência ao próprio nome. Após uma hora de um bom show, Sebastian Bach deixa o palco para a atração principal.

Depois de algum tempo de espera, as luzes se apagam e todos telões ficam vermelhos. Na frente do telão principal, bem no meio do palco, um guitarrista começa o show. Uma cena perfeita para um show de rock. O público ovaciona. Axl entra e canta uma das canções do novo álbum e logo depois já executa a clássica "welcome to the jungle". O público vai ao delírio. Foi assim durante o percurso do espetáculo, o playlist contemplou músicas novas e antigas.

O que não entendi foi o motivo de o repertório de BH ter sido um pouco menor. Em Brasília, por exemplo, havia 5 músicas a mais do que o playlist de Belo Horizonte. Aqui não houve bis. Acho que muita gente foi embora com a sensação de que ainda faltava alguma coisa. Apesar de tudo, o saldo final foi de um bom show com um aparato técnico que dava direito a telões enormes, uma estrutura de palco versátil, labareda de fogos, papel picado e sepertina, tudo conforme manda o figurino tradicional do rock. Além de músicos muito competentes e um Axl ainda em boa forma, contrariando os rumores.

Quanto ao show do A-ha, que aconteceu no último domingo, o que vi foi totalmente inesperado por mim. Presenciei uma das demonstrações de carinho mais bonitas por parte dos fãs. O público começou a chegar ao local do show com bastante antecedência com uma expectativa muito grande para a apresentação da turnê despedida da banda norueguesa. A casa de espetáculos estava lotada de fãs histéricos (no bom sentido) que levaram balões vermelhos para homenagear os músicos.

Com cerca de 15 minutos de atraso o A-ha sobe no palco e a plateia entra em êxtase. Mas esse furor não aconteceu somente no início do show, ao longo da noite as músicas foram ovacionadas, cada acorde era aplaudido e todas as letras estavam na ponta da língua do público. Arrepiante do início ao fim. Até mesmo quem não é um fã inveterado se rendeu a tanta alegria.

O repertório, assim como do show dos Guns N´Roses, conjugou clássicos e músicas recentes. Um belo telão exibia lindas imagens, dentre elas os dizeres "Obrigado, Belo Horizonte", "Brasil para sempre". Foram 2 horas de show quando a banda sai do palco e volta para o bis. Sai novamente, mas o publico berrava "Take on me, take on me, take on me!". Essa era a música que ainda faltava (apesar de vários clássicos não terem sido executados). Os músicos voltaram e atenderam o pedido dos fãs. E logicamente, no telão foi exibido clipe, um dos melhores da década de 80.

O saldo final do show foi de alegria e tristeza. Alegria por ter presenciado aquele momento tão bonito, em vivenciar uma sintonia tão bacana entre o artista e seu público, ver tanto profissionalismo dos músicos e um amor incomensurável da plateia. Tristeza por não ter ido antes ao show, por ter não dinheiro para ir às últimas apresentações em Oslo e porque essa foi a última passagem do A-ha em BH. Mas que, com certeza, já ficou para a história.

Abaixo, um vídeo feito pela pessoa que vos fala. A música é "Forever not yours". Enjoy!



As fotos do Sebastian Bach e dos Guns N´Roses são do Hoje em Dia


2 comentários:

Anônimo disse...

Eu sou fan do a-ha desde meus 12 anos de idade. Fanatica! Tive a oportunidade de estar lá em BH na noite do dia 14/03/2010 (e no ano passado em são paulo) e tudo que você escreveu foi exatamente o que senti naquela noite que foi magica. Eu jamais vou esquecer.... E tambem lamento por não ter $ para ver a ultima apresentação deles em Oslo. Mais acredito com todas as letras que se o ultimo show da banda fosse no Brasil... Era bem capaz de ver tres noruegueses com cara de choro no palco.

Deolanda - Varginha - Minas Gerais

Ana Claudia disse...

O show em BH foi realmente inesquecível. Minha esposa e eu dirigimos mais de 500 Km do interior do Estado só para ver a banda. E valeu a pena. Um show para ficar na história e na memória de todos os fâs e até mesmo minha esposa (que ainda era uma criança quando o A-ha estava no auge)se emocionou e também adorou o evento.

Claudio & Ana Claudia - Teófilo Otoni - MG

Related Posts with Thumbnails