25 de jan de 2010

Disco da semana - Powerslave

"Powerslave" (1984) - Iron Maiden

Faixas:

1."Aces High"
2."2 Minutes to Midnight"
3."Losfer Words"
4. "Flash of the Blade"
5."The Duellists"
6."Back in the Village"
7."Powerslave"
8."Rime of the Ancient Mariner"








"Powerslave" é o quinto álbum do Iron Maiden, na época formado por Bruce Dickinson (vocais), Dave Murray (guitarra), Adrian Smith (guitarra), Steve Harris (baixo) e Nicko McBrain (bateria).

O que podemos dizer de "Powerslave" é que trata-se do típico álbum do Iron Maiden, o que para os fãs da banda é uma ótima característica. Oito faixas fortes repletas de riffs de guitarra potentes.

A primeira faixa, "Aces High", talvez seja uma das melhores aberturas de disco que já ouvi. Após um introdução com trecho de um discurso de Churchill, a música começa em um ritmo que anuncia que algo ainda virá. E realmente vem. Uma verdadeira injeção de energia e uma canção pra lá de clássica.

Não menos clássica é a segunda faixa, 2 Minutes to Midnight", dona de um ritmo envolvente que o faz realmente temer pelos dois minutos que restam antes da meia-noite.

Temos então uma sucessão de músicas regulares, ("Losfer Words", "Flash of the Blade", "The Duellists" e "Back in the Village") suficientes para preencher o álbum.

A penúltima música dá nome ao título. Uma faixa que nos leva de volta ao antigo Egito onde o poder dos escravos ergueu um império. Mais uma temática "histórica" nos temas abordados pela banda. O final do álbum é marcante. "Rime of the Ancient Mariner" traz uma das melodias mais envolventes do repertório do Maiden. Realmente um gran finale. Ainda não sei ao certo o que é melhor. O início arrebatador ou o explêndido final?

Um belo álbum sem dúvida alguma.



4 comentários:

Bento Les Pádua disse...

Como assim powerslave é um típico álbum do iron? É o (ou um dos) álbum mais pesado, pra ser simplista... E dizer que Losfer Words e Duellists são músicas regulares, pra preencher o álbum (pra não dizer das outras)? Saaaaai daí, você não gosta de Iron e não conhece guitarra...

Daniel disse...

Bento Les Pádua, obrigado pelo seu comentário! O objetivo do post é justamente esse. Provocar reações, como a sua, por exemplo. Considero Powerslave sim um álbum típico do Iron. Quem gosta do som dos caras pode ouvir sem medo que não vai se decepcionar. Agora, realmente não sou muito fã de Losfer Words ou Duellists. São boas músicas mas que não tem o apelo que as demais do álbum tem. Pra mim o início e final do disco são sim seus pontos mais marcantes. É minha opinião, diferente da sua, o que é bom. Se todos pensássemos iguais com certeza seria tudo muito sem graça. Agora, gosto sim do Iron. Tenho quase todos os discos (em cds mesmo, não baixados pela net) e acompanhei os caras aqui no BR. Se fosse o contrário, se não gostasse da banda, nem indicaria a audição desse álbum!

Marcosjbs disse...

Também acho que esse é um álbum típico do Iron... Concordo ainda sobre o que você fala sobre Aces High e 2 minutes... porém, pessoalmente, conheci o álbum há aproximadamente uns 8 anos... e só há um tempo atrás, fui prestar a devida atenção à Back to the Village. Percebi a riqueza de detalhes (assim como todas deste álbum) que mostra a criatividade e talento dos caras!!!

Daniel disse...

Valeu pelo comentário Marcos. Não discuto o talento do Iron. Pra mim ele é mais que evidente. Também acho Back to the Village uma boa música, mas não consigo ver tudo isso nela, sabe. Pra mim ela fica mesmo um pouco atrás de outras que citei, o que, de maneira alguma, quer dizer que ela é ruim!

Related Posts with Thumbnails