24 de ago de 2009

O tão indesejado jiló

A origem do jiló não é certa, provavelmente ele veio da Índia ou da África. Aqui no Brasil o fruto (sim, o jiló é um fruto e não um legume) chegou por volta do século XVII juntamente com os escravos. Ele é rico em sais minerais e vitaminas. Além do mais, as suas propriedades alimentares auxiliam nas dietas de emagrecimento.

Todas essas vantagens não parecem ser convicentes para a população em geral, pois é perceptível que quase todo mundo torce o nariz para o jiló devido ao seu sabor amargo. Aliás, somente duas classes costumam apreciar um jilozinho: os passarinhos e os botequeiros. Qual seria o motivo? Não sei. Só sei que qualquer butiquim que se preze tem no cardápio uma porção de jiló com bife de fígado.


Mas descobri algo que pra mim foi novidade, o doce de jiló. Não fazia idéia de que isso existia. Talvez essa receita seja uma tentativa de angariar novos consumidores para o fruto marginalizado. Mesmo assim eu não confio que seja bom, ainda faço parte do time dos que torcem o nariz.

Alguém já provou o doce?


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails