11 de jun de 2009

Frases antológicas: Miguel de Cervantes

Miguel de Cervantes foi romancista, dramaturgo e poeta espanhol. Autor de Don Quixote de La Mancha, considerada a mais importante obra em castelhano.
Frases de Cervantes:
"O ser humano se transforma de acordo com o que pensa. Somos frutos de nossas obras."
"Quem não sabe governar a si próprio, como saberá governar os outros?"
"Não há livro tão mau que não tenha alguma coisa de bom."
"A liberalidade é uma das mais agradáveis virtudes de quem ganha fama de a ter."
"A liberdade não é um pedaço de pão."
"A pobreza jamais foi desfeita com o ócio ou com a preguiça."
"A virtude é mais perseguida pelos maus do que amada pelos bons."
"Beneficiar vilões é deitar água no mar."
"Contra quem cala não há castigo nem respostas."
"Deixe seu filho caminhar por onde sua estrela o chama."
"É doce o amor da pátria."
"Elimine a causa que o efeito cessa."
"Em boca fechada não entra mosca."
"História, a êmula do tempo, depósito das ações, testemunho do passado, exemplo do presente, advertência do futuro."
"Não desejes e serás o homem mais rico do mundo."
"Não há regra sem exceção."
"Não há ressentimento que o tempo não faça esquecer, como não há dor que a morte não cure."
"O burro carregará seu fardo, mas não um fardo dobrado. Não conduza um animal livre para a morte."
"O ciúme olha com lentes de aumento, que fazem de pequenas, grandes cousas, transformam anões em gigantes e suspeitas em verdade."
"O hipócrita que parece querer ser homem de bem, não é tão execrável como o que tem vaidade dos seus erros."
"O soldado melhor parece morto na luta do que livre na fuga."
"Quem perde seus bens, perde muito; quem perde um amigo, perde mais; mas quem perde a coragem, perde tudo."
"Seja pai das virtudes e padrasto dos vícios."

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails